Outros 10 métodos de tortura aterrorizanetes

Ja tivemos aqui uma lista com 10 métodos aterradores de tortura, agora temos mais 10 que sinceramente, não perdem em nada para a lista anterior!

Leia Mais!
10 ditadores antes e depois
10 Armas que poderiam ser, mas não foram...
10 métodos de tortura atormentadores

O Masca Ossos ou Quebra Dedos

O quebra dedos é uma ferramenta das mais aterradoras, com um parafuso de tração e uma pequena área para se inserir os dedos da vitima, a ferramenta irá pressionar sem dó membros colocados nela não só causando dor, mas inutilizando de vez o membro que teria os ossos literalmente moídos, versões maiores para juntas maiores como joelho e cotovelo também foram desenvolvidas.



A corda

A parte aterradora da corda é que é uma ferramenta que se encontra em qualquer lugar, seus usos são os mais diversos, normalmente amarrando a vitima pendurada em arvores ou postes projetados para tal, elas permaneciam la até que vinham a falecer de fome, sede, ou mesmo por animais selvagens que, por ter membros amarrados, tiravam da vitima a chance de se defender.


A Guilhotina

Bom, esta não é exatamente uma forma de tortura, pelo menos não parece, quando foi criada era considerada uma forma muito humana de execução frente as outras opções como enforcamento, fogo, afogamente, enfim... Porém hoje sabemos que a cabeça separada do corpo não morre instantaneamente, ficando ainda alguns segundos viva para poder ver o "espetáculo" de sua morte.


A Cremalheira

Esta é sem duvida uma forma de execução e tortura das mais cruéis, uma pessoa é amarrada pelos membros a cordas que são amarradas a um mecanismo que as estica ao máximo, a tortura consistia em puxar estes mecanismos ao máximo, deslocando e eventualmente arrancando os membros da vitima, muitas das torturas, se não acabassem no desmembramento acabavam em morte pela simples inflamação de praticamente toda e qualquer junta da vitima.

O Corta-Linguas

O corta linguas é uma dessas ferramentas de filme de terror, feita para literalmente cortar fora a lingua da vitima, é responsável por muitas mortes pelo simples fato de nunca ser lavada, causando inflamações das mais sérias a suas vitimas, era usada com uma outra ferramenta chamada de "Abre-Bocas".


O Balde de ratos

O balde dos ratos é uma das formas de tortura mais sádicas ja aplicadas, ela consiste em um balde cheio de ratos colocado com a parte aberta contra a barriga da vitima, o lado fechado era então aquecido por uma tocha, o que forçaria os ratos a cavar uma fuga por dentro do corpo da vítima, quando usada por muito tempo, esta tortura resultava em morte certa a vitima, esta é uma tortura dupla, já que os ratos dificilmente conseguiam sair vivos também.

A cadeira da tortura ou cadeira de Judas

Esta é uma ferramenta de tortura que foi usada até quase 1800, sua aplicação era extremamente intimidante, sendo a mera ameaça de seu uso o suficiente para retirar muitas confissões. alguns modelos mais refinados contavam também com mecanismos para inserir pontos quentes em meio aos espinhos, como se a mera visão dessa cadeira ja não fosse o suficiente.

O sapato de cimento

Foi inserido inicialmente na máfia americana, era basicamente um cilindro aonde a vitima colocaria o pé e cimento molhado seria inserido, após secar, a vitima era jogada em algum rio fundo o suficiente para afundar a pessoa, basicamente era um instrumento de tortura e de execução.

Tesouras Crocodilo

As tesouras crocodilo eram usadas para quem atentasse contra a vida do rei, eram aquecidas até o ponto de ficarem vermelhas incandescentes, após eram usadas para cortar fora o membro do "malfeitor", era uma forma de desencorajar futuros atentados, além de uma forma cruel de tortura
.

O Casamento republicano

Além da guilhotina e de queimar na estaca, Jean-Baptiste Carrier também usou este método bastante ortodoxo de, basicamente, execução.

Consistia em amarrar um homem e uma mulher juntos e, juntos, serem arremessados ao mar ou ao rio, quando um meio aquático não estivesse acessível, era então perfurados de uma unica vez com uma espada.


SHARE

About Autor

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário